Convidados

Daniel Kuritzkes

Universidade de Havard, Cambridge (EUA)

Dr. Daniel Kuritzkes é professor na Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard e chefe da Divisão de Doenças Infecciosas do Brigham and Women's Hospital em Boston, Massachusetts. Ele é bacharel e mestre pela Universidade de Yale e se formou em Medicina pela Faculdade de Medicina de Harvard. O Dr. Kuritzkes publicou mais de 300 artigos de pesquisa, revisões e capítulos de livros sobre terapia antirretroviral e resistência a medicamentos utilizados no tratamento da infecção pelo HIV-1. Ele presidiu vários estudos multicêntricos de terapia contra a infecção pelo HIV e é membro do grupo do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA relacionado às diretrizes para terapia antirretroviral. Ele atuou em inúmeros comitês e conselhos editoriais do NIH, e anteriormente atuou como presidente do Conselho de Administração da Associação de Medicina do HIV. Atualmente atua como Investigador Principal e Presidente do Grupo de Ensaios Clínicos da AIDS e como Editor Associado do Journal of Infectious Diseases. Seus temas de pesquisa se concentram na terapia antirretroviral e na resistência aos medicamentos (para entendimento dos mecanismos de resistência a novos inibidores e dos aspectos virológicos, genéticos e bioquímicos da resistência ao HIV), nos estudos do fitness (utilizando um ensaio com um marcador recombinante do vírus para determinar o fitness do HIV-1 resistente a medicamentos e estudando o efeito do fitness viral na evolução da resistência aos medicamentos antirretrovirais) e o tropismo viral (utilizando a pirosequenciamento e estudo de associação genômica ampla para identificar fatores que influenciam no aparecimento do vírus que utiliza o CXCR4) e a persistência e erradicação do HIV-1 (estudos para identificar, caracterizar e quantificar o reservatório - células portadoras de HIV-1 latente - e determinar o impacto da quimioterapia ablativa e não ablativa, transplante de células-tronco autólogo e alogênico no reservatório viral).

Áreas de estudo:
● Resistência a drogas antirretrovirais;
● Fitness e tropismo viral;
● Persistência e erradicação do HIV-1.